PJ acredita que tem fortes indícios de corrupção desportiva contra o Benfica

PJ acredita que tem fortes indícios de corrupção desportiva contra o Benfica

A TVI avançou este domingo que a Polícia Judiciária tem fortes indícios de corrupção desportiva contra o Benfica, ainda no âmbito do caso dos vouchers. De acordo com o canal, e segundo a investigação que foi feita, a conta das ofertas a árbitros não se ficava por 35 euros por pessoa como continha o “cupão”, sendo que algumas terão chegado aos 600 euros alargando-se a outras pessoas da intimidade de árbitros, assistentes e observadores.

Ainda antes da peça, o Benfica já tinha reagido destacando que “não foi notificado de nenhuma ‘conclusão do Ministério Público’ relativamente a qualquer inquérito judicial que esteja em curso”. “Aliás, não deixa de ser curioso e significativo o timing desta peça. Aquele inquérito está, como é sabido, sujeito a segredo de justiça, pelo que o SL Benfica reservará qualquer atuação para o momento e local próprios”, asseguraram os encarnados.

“Mais aproveita o SL Benfica para relembrar que no designado caso dos vouchers, a que parece aludir a TVI, todas as decisões processuais de instâncias nacionais e internacionais até agora conhecidas concluíram pelo arquivamento do processo”, acrescentou a nota publicada pelas águias.