Pinto da Costa: “Nunca fico satisfeito quando sai um bom jogador”

Pinto da Costa: “Nunca fico satisfeito quando sai um bom jogador”

Imagem: Lusa

Ontem em entrevista à TVI Pinto da Costa falou sobre a saída de Alex Telles e de Fábio Silva.

Começou por dizer que não fica satisfeito quando sai um bom jogador do clube:
«Nunca fico satisfeito quando sai um bom jogador. Nunca. Houve uma grande venda que me deixou desgostosíssimo: a do Hulk. E foi um grande negócio, mas nunca gosto. Só que há momentos em que não temos outra opção»

Em relação a Alex Telles o mesmo pediu para sair do clube dos dragões:
«Uma semana ou duas antes, a irmã do Alex Telles, que é empresária dele, mostrou-nos vontade de sair. E depois ele veio aqui acompanhado de um outro empresário e pediu para sair porque queria ir para o Manchester United. Tentei que não fosse, tentei compensá-lo nem que ficasse até ao fim do ano. Mas para quê manter um jogador que assume publicamente, e perante mim e outros diretores, que quer ir embora? Com Alex nem foi problema negociar. O argumento para ir embora é que o atual selecionador do Brasil só convocava jogadores de três ou quatro campeonatos. Tentei contradizer até porque de momento ele está na seleção»,

Quanto à saída de Fábio Silva Pinto da Costa considerou um bom negócio:
«Um bom empresário é bom para o futebol. Um mau empresário é prejudicial para toda a gente. Há empresários que querem ganhar tanto como os jogadores. O Fábio Silva foi um bom negócio para o FC Porto. Ele tinha uma cláusula de rescisão de dez milhões de euros e acabou por renovar e saiu por 40. O FC Porto acabou por ganhar vinte, porque recebeu trinta milhões ao invés dos dez».