Onze curiosidades sobre o Maccabi Telavive-FC Porto

Onze curiosidades sobre o Maccabi Telavive-FC Porto

Após viagem de 5.685 quilómetros, os Dragões vão procurar uma vitória que facilite as contas do grupo G

 

A deslocação do FC Porto a Israel, para defrontar o Maccabi Telavive, é uma das mais longas de sempre dos Dragões no que toca a competições europeias. Após cerca de cinco horas de voo e uma hora e meia de autocarro, os azuis e brancos chegaram a Haifa, onde se situa o Estádio Sammy Ofer, em que vai decorrer o encontro frente ao mais titulado clube do país e actual tricampeão. Uma vitória nesta partida da quarta jornada facilitaria muito as contas do grupo G, que o FC Porto lidera com sete pontos. Descubra 11 curiosidades sobre o jogo nas próximas linhas:

– Este é o primeiro jogo do FC Porto em território israelita;

– Para chegar a Haifa, a comitiva fez uma viagem de 5.685 quilómetros. Para além dos 5.600 quilómetros de avião, entre os aeroportos do Porto e Telavive, os Dragões tiveram ainda de percorrer 85 quilómetros de autocarro, até Haifa, no Norte de Israel;

– O FC Porto não perde há 17 jogos em todas as competições, desde a derrota pesada em Munique, frente ao Bayern, nos quartos-de-final da Liga dos Campeões;

– Lopetegui e Tello já foram muito felizes em Israel: em 2013, treinador e jogador sagraram-se ali campeões europeus de Sub-21 pela Espanha, em Jerusalém (4-2 à Itália). Martins Indi também disputou o torneio;

– O actual tricampeão israelita chega a este encontro moralizado pela vitória de sábado no dérbi frente ao Hapoel Telavive, por 1-0, com um golo de Carlos García. O Maccabi está a par do Hapoel Be’er Sheva no topo do campeonato local (19 pontos);

– O Maccabi vai procurar frente ao FC Porto a segunda vitória caseira da história na fase de grupos da Champions, na sua segunda participação. Na anterior, em 2004/05, venceu em casa o Ajax (2-1), empatou com a Juventus (1-1) e perdeu com o Bayern Munique (0-1). Terminou no quarto lugar do grupo, com os mesmos quatro pontos do Ajax;

– O Maccabi Telavive é o mais titulado clube de Israel, com 21 Ligas nacionais, 23 Taças, quatro Taças da Liga e cinco Supertaças. Trata-se da única formação israelita que nunca desceu de divisão.

– O Estádio Sammy Offer, com capacidade para cerca de 30.000 espectadores, deverá estar esgotado. Trata-se da casa emprestada do Maccabi, dado que o seu estádio, denominado Bloomfield, tem capacidade para apenas 14.000 lugares e condições inferiores;

– O recinto foi inaugurado a 27 de Agosto de 2014. Sammy Ofer é o nome de um magnata e filantropo israelita, falecido em 2011. Dono de várias companhias de navegação, Ofer doou parte do custo de construção do recinto. O estádio também acolhe jogos do Maccabi Haifa, Hapoel Haifa e da selecção israelita;

– O Porto de Haifa é o maior de Israel e inclui os portos de Ashdod e Eilat, servindo navios mercantes e de passageiros. Passam pela infraestrutura 26 milhões de toneladas de carga por ano;

– O Centro Mundial Bahá’í, situado no Monte Carmelo, é a principal atracção turística de Haifa. É o local central da Fé Bahá’í, sendo o Santuário do Báb considerado Património Mundial pela UNESCO.

1