“O título fica para ali, sigam-me que eu mostro o caminho” –...

“O título fica para ali, sigam-me que eu mostro o caminho” – parece dizer Moussa Marega a cada jogo que passa.

Para aqueles que ainda conseguem duvidar do maliano, este vai provando jogo após jogo, que a época passada não foi apenas sorte, que há muito trabalho durante a semana e que mais época menos época, este vai render muitos milhões aos cofres portistas.

Com o golo de hoje, foi o 5° consecutivo a marcar (Campeonato, Taça de Portugal e Liga dos Campeões) e o 14 em 21 jogos na presente temporada, sendo que a época passada marcou 23 em 42 jogos.

Falando do jogo, mais uma vez voltamos a dar um golo de vantagem ao adversário, Sérgio Conceição havia dito na antevisão do jogo que gostava de não sofrer golos, mas ainda não foi desta (se calhar é preciso mudar aquela lateral direita, porque Maxi não tem estado à altura).

Depois do golo dos vila-condenses, a equipa reagiu bem e podia ter ido para o intervalo a vencer por 3 ou mais…

Na segunda parte, soubemos gerir o jogo, desperdiçando algumas oportunidades e demonstrando que Janeiro poderá ser um mês importante, no que a reforços diz respeito (lateral direito, extremo, ponta de lança), mas falaremos disso mais para a frente.

O que é certo é que independentemente do que aconteça nos outros jogos, passaremos a viragem do ano, no lugar que é nosso por direito, o 1°