Hulk recorda túnel da Luz: «Rui Costa foi para cima de mim»

Hulk recorda túnel da Luz: «Rui Costa foi para cima de mim»

Hulk recordou o castigo de quatro meses que lhe foi imposto na sequência dos incidentes no túnel da Luz depois de um Benfica-FC Porto, em 2009/10, admitindo que passou por tempos difíceis e revelando que só na época seguinte, quando os portistas golearam o rival em casa, por 5-0, é que finalmente ultrapassou o ‘trauma’.

“Se o FC Porto teria sido campeão caso eu não tivesse sido castigado por causa do túnel? Acredito que sim. Tinha muita confiança, tínhamos grandes jogadores. Tinha acabado de ser convocado pela primeira vez para a seleção nacional, por Dunga, meio ano depois havia Mundial e estava cheio de vontade e moral. Ele disse para me cuidar que contava comigo. No primeiro jogo após isso vem esse encontro na Luz. Não poder jogar foi muito difícil, amo jogar futebol, mas treinava todos os dias e depois via a lista de convocados e era triste. Era o primeiro a chegar ao Olival e o último a sair e Jesualdo Ferreira ficava comigo. Foi duro. Só depois do jogo do 5-0 é que tirei esse peso de cima. Não digo que o culpado foi o Benfica, mas o facto de ter sido na Luz a confusão, com muita gente envolvida, um empurra-empurra normal, mas só dois jogadores é que foram prejudicados. Lembro-me que no final da confusão o Rui Costa veio, junto do delegado ao jogo, para cima de mim a perguntar o que aconteceu e eu respondi ‘o que aconteceu?’ foi uma palhaçada, como ele podia ver, e acabou. Fui tomar banho e quando entro no autocarro o Acácio diz que eu e o Sapunaru estávamos suspensos provisoriamente por 20 dias. Fiquei sem entender, mas pensei que iam analisar e não ia dar em nada. Quando chegou o castigo, não entendi, nem conseguia dormir”, disse o antigo jogador portista numa entrevista ao Porto Canal.