Felipe: “No FC Porto tenho vivido uma grande aprendizagem”

Felipe: “No FC Porto tenho vivido uma grande aprendizagem”

Felipe chegou a Portugal no defeso da temporada 2016/17 e encontra-se atualmente a cumprir a terceira época ao serviço do FC Porto, clube para o qual se mudou ao fim de cinco anos ligado ao Corinthians e ao cabo de dez como futebolista profissional no seu país natal.

Em entrevista à ‘Gazeta Esportiva’, do Brasil, o defesa-central passou em revista o passado recente e o presente da carreira, confessando que a vinda para terra lusitanas foi bastante positiva.

“Pude amadurecer e evoluir como pessoa e profissional. O modelo de jogo e os treinos são diferentes e poder disputar jogos em alto nível, em grandes competições, ajuda muito também. Mudei a minha composição muscular, ganhei massa e força desde que cheguei e também tive que me adaptar a isso. Eu tinha uma boa base de escola defensiva no Corinthians e no FC Porto também tenho vivido uma grande aprendizagem, pois, desde que cheguei, entrei num sistema defensivo muito sólido, uma equipe em que todos ajudam a marcar e lutar até a última bola, o que facilita os homens da defesa”, garantiu o defensor, que apontou também o nome de Tite como um dos principais motivos para o sucesso que tem tido.

“O Tite me ajudou muito na carreira. Ele, o Carille, todos da equipa técnica do Corinthians. Passei por um momento difícil, pois não tive base e precisei de aprender no dia a dia de um grande clube como o Corinthians, entrando nos jogos e sofrendo a pressão. Mas eles deram-me muita confiança, conversaram sempre comigo, tranquilizavam-me e ensinavam-me em campo”, apontou.

Sobre um regresso à seleção brasileira, “a melhor experiência” da sua vida, Felipe abordou o tema com alguma naturalidade e referiu que tudo será mais fácil se tiver sucesso no clube.

“Acho que a convocação é uma consequência do meu trabalho no clube, então estou focado no FC Porto, em vencer as competições aqui. Uma nova ida à Seleção, se tiver que acontecer, vai acontecer”, concluiu.