Felipe Anderson: «Militão e Telles são dois jogadores muito fortes»

Felipe Anderson: «Militão e Telles são dois jogadores muito fortes»

Quase quatro anos após a primeira e única internacionalização, o médio Felipe Anderson está às portas de nova participação pela seleção do Brasil. No elenco, estão os portistas Éder Militão e Alex Telles e o jogador do West Ham acredita que ambos podem ajudar ainda mais a “canarinha”, que prepara os jogos particulares ante Panamá e República Checa.

«São dois jogadores muito fortes, para ajudar. Fico feliz de conhecê-los mais ainda de perto. De poder, como é a minha primeira vez com o atual grupo, conhecer todos os jogadores. Creio que jogadores com a qualidade deles vão acrescentar à seleção», referiu o jogador de 25 anos, em conferência de imprensa, esta terça-feira, no Olival.

Sobre o estar mais perto que nunca de voltar a jogar pela seleção, Felipe Anderson admite tratar-se de um momento especial.

Brasil: Alex Telles em pleno e Tite com grupo todo no Olival

«Será como uma estreia, pelo facto de, daquela vez [ndr: em 2015] não ter tido maior oportunidade. A experiência é maior. Cresci muito em Itália, em Inglaterra já aprendi muito. Foram quase quatro anos de aprendizagem, de muito trabalho, com o foco de voltar aqui e dar o meu melhor», considerou o jogador, que passou as últimas cinco temporadas na Lazio, antes de chegar ao West Ham, em 2018/2019.

Gabriel Jesus: «Bernardo corre 15 quilómetros e é um craque»

Felipe Anderson leva, como já referido, apenas uma internacionalização pela seleção do Brasil. Essa presença, que coincidiu com a estreia, foi a sete de junho de 2015. O médio do West Ham jogou sete minutos, na vitória dos brasileiros ante o México, por 2-0, em jogo de caráter particular.

O Brasil-Panamá joga-se no próximo sábado, no Estádio do Dragão. Três dias depois, os brasileiros defrontam a República Checa, em Praga.

Fonte: Mais Futebol