FC Porto e a vitória em Alvalade: «Acontece quando não há desempate...

FC Porto e a vitória em Alvalade: «Acontece quando não há desempate por penáltis»

A temporada passada foi amarga para o FC Porto no que aos confrontos diretos com o Sporting disse respeito. Os dragões perderam a Taça da Liga para os leões, nos penáltis, e voltaram a sofrer o mesmo destino na final da Taça de Portugal.

Ora, este domingo, os azuis e brancos conseguiram quebrar um longo enguiço em Alvalade e na hora de celebrar o triunfo por 2-1 não deixaram de recordar esses dois desfechos desgostosos da época transata.

“Pois é, acontece, especialmente quando os jogos não são decididos no desempate por penáltis. Sem a marca dos 11 metros para mascarar e reverter exibições sofríveis, o FC Porto voltou a ganhar ao Sporting (2-1) e desta vez fê-lo em Alvalade, depois de Soares arrancar um cabeceamento perfeito e agitar um chicote virtual para silenciar o leão. Aos seis minutos, Marega já tinha feito o primeiro para os Dragões”, escreveu o FC Porto, na newsletter “Dragões Diário”.

“No final do ‘jogo mais exigente da época’, que resultou na primeira vitória em Alvalade desde outubro de 2008, Sérgio Conceição reconheceu o momento de sofrimento ‘no início da segunda parte’, distinguiu na entrada de Luis Díaz – e no consequente desvio de ‘Otávio para o corredor central’ – a chave do encontro e concluiu sobre a justiça do resultado perante um adversário de ‘grande qualidade’. O Sporting é assumidamente uma das vítimas preferidas de Tiquinho Soares, que ontem marcou pela sexta vez à equipa de Alvalade (a quinta com a camisola do FC Porto) enquanto decidia o clássico. Sem esconder a alegria despertada por aquele cabeceamento perfeito, o avançado brasileiro disse estar ‘ainda mais feliz’ pela conquista dos três pontos”, sublinhou ainda o emblema portista.