FC Porto 3-1 SC Braga – Crónica

FC Porto 3-1 SC Braga – Crónica

Imagem: Porto Canal

Vitória justa do Futebol Clube do Porto por 3-1 sobre o Braga no Estádio do Dragão. A equipa azul e branca entrou muito bem, com 1 futebol intenso e a circular muito bem a bola. Marcou 1 belíssimo golo por Otávio mas o golo foi bem anulado por fora de jogo de Marega. Esteve bem o VAR. Mas contra a corrente do jogo, o Braga marcou por Castro aos 21 minutos na primeira vez que foi à baliza. Não estava nenhum jogador portista à entrada da área para impedir o remate vitorioso de Castro. O Braga ganhou confiança e logo no minuto seguinte voltou a colocar a bola na baliza portista mas o golo foi anulado por fora de jogo. Mais uma vez esteve bem o VAR. A partir desse momento, o Braga equilibrou um pouco o jogo mas a equipa azul e branca continuava mais perigosa. Nos descontos da 1ª parte, o FC Porto dá a volta ao jogo em 3 minutos. Primeiro foi Sérgio Oliveira de cabeça a responder bem a 1 cruzamento tenso de Alex Telles. Uma bela jogada de futebol que começou em Danilo, passou por Otávio e Alex Telles e terminou com 1 cabeçada certeira de Sérgio Oliveira. A seguir, Marega sofre falta na grande área bracarense e o árbitro marcou -e bem- penalty a favor da equipa azul e branca. Alex Telles na conversão da grande penalidade colocou a equipa portista em vantagem.

Na 2ª parte, o Braga entrou melhor, criou 1 boa oportunidade de golo, foi mais incisivo nas recuperações de bola mas a partir dos 60 minutos o jogo baixou de intensidade e a equipa azul e branca soube controlar a partida. E aos 89 minutos, o FC Porto fez o 3-1 na conversão de 1 grande penalidade marcada por Alex Telles após 1 falta sobre Taremi que tinha entrada pouco tempo antes.

Destaques para Alex Telles- marcou 2 golos e fez a assistência para o outro-, Otávio- fez 1 jogo enorme, encheu o campo e esteve em todo o lado-, Marega, Corona, Pepe, Mbemba- os centrais estiveram em muito bom plano-, Manafá, Danilo e Taremi que entrou muito bem e teve intervenção no 3º golo. O nigeriano Zaidu mostrou bons pormenores e precisão nos cruzamentos.

Bom jogo de futebol entre 2 equipas que praticaram 1 futebol positivo. O Braga joga bom futebol, privilegia a posse de bola e joga em toda a largura do campo. Mérito de Carlos Carvalhal, um dos melhores treinadores do futebol português mas a quem falta algum carisma. No entanto, houve 2 jogadores da equipa bracarense que deram pau o jogo todo: Ricardo Esgaio e David Carmo que conseguiu a proeza de terminar o jogo. O central fartou-se de fazer faltas sobre Marega mas o árbitro deixou passar.

Vitória justa mas muito difícil frente a 1 adversário muito complicado. Uma boa 1ª parte e uma 2ª parte não tão conseguida mas em que a equipa portista voltou a mostrar carácter, personalidade, maturidade e espírito de conquista.

Para terminar, já não tenho paciência para os comentadores da Sport Tv. E mais não digo. Adiante.

Agora venha o Boavista!

Nuno Morujão