EXTRADIÇÃO ADIADA: RUI PINTO VAI COLABORAR COM PROCURADORES BELGAS

EXTRADIÇÃO ADIADA: RUI PINTO VAI COLABORAR COM PROCURADORES BELGAS

A extradição de Rui Pinto para Portugal foi confirmada na última quinta-feira por decisão do tribunal superior de Budapeste (Hungria), contrariando assim a interposição do recurso pelos seus advogados da sentença de primeira instância.

Contudo, conforme confirmado num tweet da jornalista da Sky News, Martha Kelner, essa mesma extradição foi adiada tendo em conta que os procuradores belgas pretendem ouvir Rui Pinto, no âmbito do caso Football Leaks. A tradução é a seguinte:

«A extradição do “whistleblower” do “Football Leaks” da Hungria para Portugal, que se esperava que acontecesse hoje, foi adiada porque será interrogado esta tarde pelos procuradores belgas. Pinto ajudará as investigações como assistente e não como suspeito.»

O advogado de Rui Pinto, David Deak, confirmou que Rui Pinto”será interrogado como uma testemunha ajudando o trabalho das autoridades”, acrescentando que a “audiência não estava relacionada à sua extradição nem a afetaria.”

Relembre-se que as autoridades portuguesas acusam Rui Pinto de seis crimes: dois de acesso ilegítimo a dados, dois de violação de segredo, um de ofensa a pessoa coletiva e outro de tentativa de extorsão.