Danilo fala do Liverpool e revela: “Não entendem como é que eu...

Danilo fala do Liverpool e revela: “Não entendem como é que eu gosto tanto do FC Porto”

Danilo, agora no Manchester City, falou ao Porto Canal sobre a eliminatória do FC Porto com o Liverpool nos quartos de final da Liga dos Campeões

O segundo jogo com o Bayern, sem Alex Sandro e Danilo: “É difícil dizer, mas teríamos saído do jogo de rastos para tentar a classificação. Trabalho agora com o Pep Guardiola e ele já comentou comigo que estava atento ao facto de eu e o Alex Sandro estarmos à beira da suspensão e os jogadores deles foram à procura disso. Estava com tantos nervos à flor da pele, mas se fosse hoje teria evitado aquele lance, quase perto do canto. Poderia ter evitado e estaria no segundo jogo.”

Adepto do FC Porto: “Falo muito com o Gabriel Jesus e o Ederson, que jogam comigo no Manchester City, e eles não entendem como é que eu gosto tanto do FC Porto. E disse-lhes: vocês vão estar lá e vão ver [estágio da seleção do Brasil]. Chegam ao Olival e os funcionários da limpeza, os seguranças tratam-nos com muito carinho, como se fossemos um familiar. É por isso que os brasileiros se sentem tão bem aqui”

FC Porto- Manchester City na final da Champions: “Espero que sim, seria muito especial. Jogo pelo City, sou muito agradecido por estar na Premier League e por trabalhar com essa equipa técnica. Estamos num momento fantástico, a lutar por tudo. Daria o meu máximo e ia querer ter mais um Champions, mas seria especial.”

Azul e branco: “Quando fui para o Manchester City agradeci por continuar a vestir de azul. Identifico-me. Espero que os dois possam ter sucesso e a gente se encontre na final.”

Sobre o Liverpool: “O Liverpool tem uma equipa muito forte, está a fazer uma temporada incrível, tem um trio no ataque que funciona muito bem, mas o FC Porto é FC Porto, é capaz de surpreender, buscar forças de onde elas não existem e tem muita qualidade. Tem Marega, Pepe, Militão, Brahimi… E o Herrera que também podem fazer a diferença, apesar de não poder jogar no primeiro jogo. Tem hipóteses. Em dois jogos, sim”

Voltar um dia: “Sinto-me realizado pelo que fiz no FC Porto, talvez uma pequena frustração por não ganhar o campeonato nos dois últimos anos, principalmente no último. Perdemos por detalhes. Sinto-me realizado por as pessoas pedirem para eu voltar, esse é o maior legado que podemos deixar. O FC Porto tem um adepto em mim.”