Casa Pia 0-3 FC Porto – Crónica

Casa Pia 0-3 FC Porto – Crónica

Vitória tranquila e serena do Futebol Clube do Porto por 3-0 sobre o Casa Pia em Pina Manique em jogo a contar para 2ª jornada da fase de grupos da Taça da Liga. Foi 1 jogo sem história tal a diferença de qualidade entre estas 2 equipas. Esteve bem Sérgio Conceição em rodar os jogadores atendendo ao calendário duro e exigente deste mês e à diferença de ritmo, de intensidade e de qualidade de jogo entre os dois clubes. O Futebol Clube do Porto alinhou com Diogo Costa na baliza. Saravia, Mbemba, Diogo Leite e Manafá na defesa, Uribe, Sérgio Oliveira e Bruno Costa no meio campo e Luís Díaz, Soares e Nakajima no ataque. Desta forma, Sérgio Conceição poupou dez dos habituais titulares. Não foi 1 jogo de encher o olho mas deu para ver que se pode contar com Diogo Leite, Bruno Costa e Diogo Costa e que Sérgio Oliveira está plenamente recuperado. Os golos foram marcados por Saravia aos 50 minutos após 1 passe magnífico de Sérgio Oliveira, por Luis Díaz aos 68 minutos- excelente combinação ofensiva entre Sérgio Oliveira, Bruno Costa e Luis Díaz- e Soares aos 72 minutos. A equipa portista foi sempre superior ao adversário, controlou o jogo mas na 1ª parte falhou diversos passes e faltou acerto no último passe e no momento do remate. Soares e Bruno Costa, por exemplo, desperdiçaram 2 excelentes oportunidades de golo. Na 2ª parte, a toada do jogo manteve-se e o FC Porto acabou por concretizar em golos a sua superioridade. Ou seja, houve mais acerto no último passe e na finalização e falharam-se menos passes.

Destaque para Sérgio Oliveira, Bruno Costa e Luis Díaz. Fábio Silva mostrou no pouco tempo que esteve em campo que é 1 extraordinário avançado, com técnica, excelente mobilidade e muita garra. Saravia sobe bem no terreno e cruza com acerto mas faz faltas desnecessárias e não defende bem. E deu para estrear o lateral direito Tomás Esteves, um menino de 17 anos, que, se tiver a cabeça no lugar, vai ser 1 excelente jogador.

No domingo há 1 viagem difícil ao Jamor para defrontar o Belenenses.

Nuno Morujão