SC Braga 2-3 FC Porto – Crónica

SC Braga 2-3 FC Porto – Crónica

Um grande jogo de futebol! Um jogo intenso, disputado, competitivo, emotivo e com 5 golos. O Futebol Clube do Porto foi a Braga ganhar por 3-2. O clube azul e branco entrou muito mal e aos 4 minutos o Braga fez o 1-0 por Wilson Eduardo. Uma falha colectiva inadmissível que começou no meio campo e passou pelos centrais e Alex Telles e terminou em Casillas. Até aos 10 minutos, o FC Porto não esteve em campo mas a partir desse momento a equipa azul e branca tomou conta do jogo- fruto da passagem de Corona para o lado direito- e aos 26 minutos fez o empate por Soares na sequência de um canto. E até ao intervalo o FC Porto podia ter feito o segundo golo pois foi superior ao adversário.

Na 2ª parte, a equipa portista voltou a entrar mal e aos 47 minutos Murilo fez o segundo golo da equipa bracarense após 1 abordagem deficiente de Pepe e Felipe. E Casillas voltou a dar a ideia que podia ter feito melhor. Mais 1 falha infantil e mais 1 golo oferecido. O FC Porto ficou desorientado e nervoso e só acalmou por volta dos 55 minutos. Entretanto, ao intevalo Brahimi entrou para o lugar de Otávio e, um pouco mais tarde, Manafá entrou para o lugar de Pepe. passando Mlitão para o centro da defesa. E foi sobretudo com esta última substituição que o clube azul e branco melhorou substancialmente. O FC Porto empurrou o Braga para o seu meio campo e, aos 69 minutos, Militão sofre 1 falta clara na grande área bracarense e Alex Telles faz o 2-2 na conversão do penalty. Alex Telles lesionou-se na conversão do penalty e para o seu lugar entrou Fernando Andrade e Corona recuou para lateral direito e Manafá passou para lateral esquerdo. E aos 79 minutos mais 1 falta clara na grande área do Braga, desta vez sobre Fernando Andrade. Soares não tremeu e fez o 3-2 final.

Foi 1 vitória justa e indiscutível. Foi 1 vitória à campeão! Foi 1 vitória que a equipa foi buscar ao fundo do poço. De facto, após o 2-1 o clube azul e branco sentiu muito o golo e durante alguns minutos a equipa ficou 1 pouco desnorteada. Mas recuperou e soube dar a volta ao resultado.

Destaque para Danilo, Herrera, Soares e Militão. Corona também esteve bem. E As substituições resultaram. Casillas, Pepe e Marega não estiveram nada bem.

Dever cumprido! Mas era escusado tanto sofrimento. Agora venha a 2ª mão da meia final da Taça de Portugal.

P.S 1: já não tenho idade para estas emoções fortes. O que eu sofri! Na 2ª feira vou marcar 1 consulta num cardiologista.

P.S 2: na minha opinião Manafá devia ter jogado de início e Militão devia ter actuado como central. Manafá dá outra profundidade e velocidade ao lado direito.

Nuno Morujão